Nova Ford Ranger híbrida faz até 45 quilômetros no modo elétrico

Evolução elétrica está chegando às picapes médias

Nova Ford Ranger híbrida
(Foto: Divulgação/Ford)

A Ford acaba de anunciar um grande passo no mercado automotivo australiano, revelando sua primeira versão híbrida do popular picape Ranger. Com a produção oficial marcada para o próximo ano, o modelo plug-in avança na execução da eletrificação, prevendo sua disponibilidade para o público até 2025.

Esta inovação coloca a Ranger PHEV como uma concorrente direta de modelos notáveis ​​como a Toyota Hilux e a Mitsubishi L200. A Toyota, por exemplo, está explorando uma versão da Hilux equipada com um sistema elétrico de 48 volts, mas ainda não apresentou uma resposta à altura da Ranger PHEV.

O coração desta picape híbrido é o mesmo motor 2.3 EcoBoost presente no icônico Mustang de quatro cilindros. No esportivo, ele já demonstrou impressionantes 319 cv de potência e 49,3 mkgf de torque. A Ranger, alimentada por este motor, superará até mesmo suas irmãs a diesel e a Raptor em termos de torque, prometendo um desempenho formidável.

Leia também:

Nova Ford Ranger híbrida autonomia
(Foto: Divulgação/Ford)

Comparativamente, a versão V6 Diesel oferece 250 cv e 61,1 mkgf de torque, enquanto o esportivo Raptor apresenta uma potência mais elevada de 397 cv, porém, um torque mínimo inferior a 59,4 mkgf. Para se adequar à proposta da Ranger, o conjunto mecânico do Mustang será devidamente recalibrado, e os componentes da suspensão substituídos por peças mais resistentes.

Além do desempenho excepcional, a Ranger PHEV mantém sua impressionante capacidade de carga de 3,5 toneladas. Com um alcance elétrico de 45 km, de acordo com o CEO da Ford para Austrália e Nova Zelândia, Andrew Birkic, esta picape híbrida oferece não apenas energia, mas também eficiência energética.

Um recurso notável, o “Pro-Power Onboard”, permitirá que um Ranger forneça eletricidade para equipamentos conectados na caçamba. Este sistema já é visto em outros modelos comerciais da Ford, como o e-Transit. Além disso, a Ranger PHEV oferecerá diversos modos de condução elétrica, ampliando ainda mais suas características.

Embora o foco inicial seja na Ranger, a introdução bem sucedida da tecnologia híbrida abre espaço para especulações sobre sua expansão para outros modelos da Ford, incluindo o SUV Bronco, o Everest e possivelmente a plataforma irmã, a VW Amarok. O futuro da mobilidade elétrica nas picapes está mais próximo do que nunca.